Hospital de Loulé
Hospital de Loulé

Surdez súbita

26 de Abril de 2019

Surdez súbita

Eusébio Caba, Otorrinolaringologista do Hospital de Loulé, explica quais os sinais da surdez súbita e alerta para a importância de um diagnóstico precoce para tentar reverter o problema
Surdez súbita

Quando uma pessoa deixa de ouvir de um ouvido, pode ser grave?

Normalmente, a resposta é não. Costuma tratar-se de cerúmen (cera), constipação, alergia ou otite, patologias habituais que podemos resolver em minutos, ou horas, com tratamentos simples.

Mas o que acontece no caso de tratar-se de surdez súbita?

Se não se iniciar o tratamento rapidamente, a pessoa pode ficar surda desse ouvido para o resto da vida, tratando-se, portanto, de uma emergência médica.

Então, o que é a surdez súbita?

É a perda de audição neuro-sensorial (ouvido interno), ou seja, as células sensoriais e nervosas do ouvido interno deixam de funcionar. Mesmo que pareça uma doença rara, é mais habitual do que pensamos, podendo afetar 1 em cada 1.000 pessoas. Apesar de ser mais habitual em adultos com mais de 45 anos, pode acontecer em qualquer idade.

Quais os sinais que ajudam a detetar a doença?

Normalmente, as pessoas com surdez súbita descobrem que não estão a ouvir de manhã, quando acordam, ou a falar ao telemóvel, porque conseguem ouvir de um ouvido e do outro não, sem qualquer outro sintoma. Ocasionalmente, algumas pessoas sentem um forte som no ouvido, antes de perder a audição. Pode ser acompanhado de vertigem ou acufeno (zumbido).

O que origina a surdez súbita?

Ainda que exista tratamento que consiga recuperar a audição totalmente em 50% dos casos idiopáticos (sem causa conhecida) e parcialmente nos 45% restantes, só em 10% dos casos encontramos a origem.

Quais os perigos de não se consultar de imediato um especialista?

Se não consultar um Otorrinolaringologista logo, pode atrasar não só o diagnóstico, como o tratamento e a possibilidade de recuperar a audição. Por tudo isto, alguém que sinta que não está a ouvir de um ouvido, deve consultar logo o seu médico. Se não for uma doença grave, o problema ficará resolvido em minutos ou em horas.


MARQUE UMA CONSULTA

É rápido e fácil

reserve uma pre-marcação